jusbrasil.com.br
5 de Julho de 2022

Google não é obrigado a excluir vídeos sobre Nissim Ourfali na internet

Consultor Jurídico
Publicado por Consultor Jurídico
há 8 anos

Embora faça sentido excluir conteúdos na internet prejudiciais à imagem de menores de idade, é impossível determinar a retirada de todo e qualquer material sem indicação das páginas, ainda mais quando esse conteúdo se reproduz em grande escala. Esse foi o entendimento do juiz Arthus Fucci Wady, da 1ª Vara Civel de São Paulo, ao negar pedido para que o Google Brasil retirasse do ar vídeos com o garoto Nissim Ourfali. A sentença foi proferida em junho e o processo tramita em segredo.

Nissim (foto) ficou nacionalmente conhecido em 2012, em um vídeo musical divulgado no YouTube por seu pai. A intenção era apenas disponibilizar a gravação a alguns familiares que não haviam comparecido ao seu Bar Mitzvah (cerimônia que marca o aniversário de 13 anos de homens judeus), mas o pai dele manteve a página pública. “Para espanto do autor, a circulação do vídeo tomou proporções inimagináveis, à medida que o vídeo postado alcançou a impressionante marca de 3 milhões de visualizações”, relata o juiz na decisão.

Com a produção de sátiras e paródias, a família do adolescente considerou que houve ofensa a seus direitos personalíssimos e quis que o Google excluísse quaisquer vídeos que apresentassem o nome, a voz e/ou a imagem do jovem e estivessem disponíveis no YouTube, no Orkut e no Blogger. Já a empresa disse ser impossível atender o pedido, por ser “extremamente genérico” e não indicar URLs (endereços eletrônicos).

A Justiça chegou a conceder liminar favorável em 2012 para a retirada de algumas páginas, mas a sentença disse que já existem milhares de referências ao autor na internet. “Esse mesmo vídeo foi copiado e transformado em uma infinidade de outros produtos, tais como montagens e vídeos covers, além de jornais, blogs, programas de internet e televisão que comentaram o ocorrido”, afirmou o juiz. “Ca...

Ver notícia na íntegra em Consultor Jurídico

Informações relacionadas

Karen Elisabeth Góes, Advogado
Artigoshá 8 anos

Conceitos de Ética e Moral com base filosófica

Camila Capelo Choucino, Estudante de Direito
Artigoshá 3 anos

A Falta de Conhecimento da População em Relação aos seus Direitos e a Inclusão do Direito Constitucional nas Escolas

Direito Digital Cast, Advogado
Artigoshá 11 meses

Existe lei para retirar conteúdo da internet?

Victor Rigueti, Advogado
Artigoshá 7 anos

O julgamento da sociedade por crimes de comoção social

Consultor Jurídico
Notíciashá 6 anos

Google é obrigado a excluir todos os vídeos de Nissim Ourfali do YouTube

6 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Em que realmente não seja possível "deletar" de todos os sites conteúdos desse porte, porque não "bloquear" nas ferramentas de busca? Por exemplo, se eu não soubesse do que se tratava esse assunto, imediatamente entraria no "Google" e pesquiso por "Nissim Ourfali". Se estivesse bloqueado, não iria conseguir acessar as páginas onde esse conteúdo aparece. Considerando que são milhões e milhões de sites da internet, mas "ferramentas de busca" são poucas, volto a questão: Porque não?

Claro, não sou nenhum especialista em TI, programação, sistemas, etc., mas é uma pergunta que gostaria que alguém me respondesse.

Abraço, e parabéns pela publicação. continuar lendo

O porque de não bloquear é simples, as pessoas querem uma ferramenta de busca eficiente, que atenda a sua demanda seja ela qual for. Se o Google simplesmente bloqueasse um nome, ou alguma palavra chave em especial em suas buscas,perderia mercado para outras empresas e sites que oferecem o mesmo serviço, esses outros sites não são tão qualificados por não apresentarem todos os assuntos que são pesquisados. O Google, iria ser só mais uma ferramenta de busca que não cumpre com o seu objetivo principal. continuar lendo

Neste ponto eu concordo plenamente com o Google! Quem posta um vídeo nas redes sociais não pode reclamar dele está sendo muito assistido. continuar lendo

Não tomam cuidado ao postar. Agora "guenta". continuar lendo

Vi um video. Não sei se é esse, mas o que eu vi é muito punk. Deviam tirar do ar sim. continuar lendo