jusbrasil.com.br
19 de Janeiro de 2019
    Adicione tópicos

    Bolsonaro defende projeto que classifica ataques no Ceará como terrorismo

    Consultor Jurídico
    Publicado por Consultor Jurídico
    há 7 dias

    Diante dos ataques no Ceará, o presidente da República, Jair Bolsonaro, defendeu endurecer a legislação penal contra atos como incêndio ou depredação de bens e classificá-los como terrorismo.

    “Ao criminoso não interessa o partido desse ou daquele governador. Hoje ele age no Ceará, amanhã em SP, RS ou GO. Suas ações, como incendiar, explodir bens públicos ou privados, devem ser tipificados como Terrorismo. O PLS 272/2016, do senador Lasier Martins é louvável", escreveu o presidente no Twitter, neste sábado (12/1).

    Ataques no Ceará
    Segundo a Secretaria de Segurança do Ceará, 330 pessoas foram presas até o momento. Até o momento foram 194 ataques confirmados em 43 municípios. O Ministério da Justiça confirmou que, desde o início da sequência de crimes, 35 membros de facções criminosas foram transferidos para presídios federais.

    No dia 4 de janeiro, o ministro da Justiça e da Segu...


    Ver notícia na íntegra em Consultor Jurídico

    1 Comentário

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

    Nosso Presidente está certíssimo. A sociedade pede por isso. continuar lendo